Ações da Lojas Americanas lideram ganhos do Ibovespa

Notícia de estudos para reorganização societária era muito aguardada por acionistas
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
Foto Luciene avatar v1
Foto Luciene avatar v1

As ações preferenciais da Lojas Americanas (LAME4) seguem na liderança dos ganhos do Ibovespa após a notícia de estudos para uma reorganização societária e a fusão da Americanas S.A. (ex-B2W) com a Lojas Americanas antes mesmo da listagem planejada em bolsa norte-americana, Nasdaq ou NYSE, a bolsa de Nova York.

No início da tarde, as LAME4 disparavam alta acima de 18% a R$ 6,28.

Veja também: A nossa dependência da China

As ações ordinárias LAME3 subiam perto de 25% a R$ 6,19.

E as ações da Americanas (AMER3) eram a segunda maior alta do índice com ganhos perto de 5% a R$ 39,11.

Danniela Eiger, analista de Lojas Americanas pela XP Inc., head de varejo e co-head de equity research da instituição, diz que vê a notícia como positiva porque simplificaria a estrutura societária da companhia e, ao mesmo tempo, a levaria para o mais elevado nível de governança da bolsa brasileira, o Novo Mercado da B3.

Hoje, as ações refletem um desconto de holding de cerca de 25% que explica a diferença entre LAME e AMER. A redução deste desconto justifica o desempenho das ações hoje e o entusiasmo dos investidores, segundo Eiger.

As três ações LAME3, LAME4 e AMER3 se juntariam aqui no Brasil antes da listagem nos EUA, acrescenta Eiger. “Com isso, estas três classes seriam concentradas no mercado como ações ordinárias e 100% de tag along (mecanismo de proteção a acionistas minoritários em caso de mudança de controle da empresa). Esse era um ponto que os investidores sempre questionaram e buscaram”, explica a analista.

Eiger diz ainda que a notícia se trata de um estudo preliminar sem nenhuma informação adicional, a exemplo da relação de troca das ações. “É algo que a gente tem que esperar para ver e ter opinião mais embasada do impacto econômico para os acionistas”, afirma.

De acordo com o fato relevante divulgado pelo grupo pela manhã, as empresas identificaram uma oportunidade de reorganização societária anterior à listagem internacional. Ainda de acordo com o comunicado, a análise ainda está em andamento em nível operacional. O resultado quanto à conveniência e viabilidade jurídica ainda será submetido à administração das companhias.

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: