Conheça o investimento mais seguro do país

Muito mais confiável do que a poupança, o Tesouro Direto é vítima da falta de informação dos investidores
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
avatar Jaqueline Granja
avatar Jaqueline Granja

Se você assistia televisão no início dos anos 2000, certamente se lembra dos Poupançudos. Os simpáticos cofrinhos animados cantavam, dançavam e até jogavam bola nos comerciais da Caixa Econômica para estimular as pessoas a guardarem dinheiro na caderneta de poupança da instituição financeira. Quem topasse, ainda ganhava um cofrinho físico, com a cara de um dos personagens.

Na época, mais de 1 milhão de novas contas foram abertas somente durante a campanha, que ganhou reedições em anos posteriores. Essa forte memória afetiva ilustra bem a popularidade do investimento. Até hoje, a grande maioria das pessoas adultas se lembra dos Poupançudos e, consequentemente, da poupança da Caixa.

De lá pra cá, muita coisa mudou – inclusive o nível de maturidade dos investidores brasileiros. Por isso, hoje eu gostaria de ajudar as leitoras da Elas Que Lucrem a descobrirem um verdadeiro tesouro, um investimento mais seguro e mais rentável do que a tão queridinha poupança: o Tesouro Direto.

Isso mesmo, eu não estou louca. Eu sei que boa parte de nós cresceu acreditando que não há local mais seguro e mais estável do que a poupança para deixar nosso dinheiro. Mas existe, e é possível começar a investir hoje mesmo com pouco mais de R$ 30.

E, antes que você me pergunte por que a maioria das pessoas escolhe a poupança e não o Tesouro Direto, eu adianto que é por pura falta de conhecimento. Segundo um levamento que analisa o comportamento do investidor realizado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) em dezembro de 2020, 89% da população brasileira conhece a poupança. No caso dos títulos públicos, aos quais estou me referindo, esse índice não passa de 14%.

Mas, afinal, o que é o Tesouro Direto?

Trata-se de um programa criado pelo Tesouro Nacional – espécie de caixa do governo – que tem como objetivo facilitar a venda de títulos públicos federais para que pessoas comuns, como eu e você, possam emprestar dinheiro ao Estado e, em uma data pré-determinada, receber os juros desse empréstimo.

Eu sei que, quando mencionamos o governo, muita gente torce o nariz. Isso é comum porque tendemos a associar os rumos e as expectativas do nosso país ao político A ou B, fazendo, assim, uma transferência de credibilidade.

Mas, para acabar com essa desconfiança, eu proponho uma reflexão. O que você acha mais provável acontecer: o banco mais famoso do país quebrar ou o país inteiro ir à bancarrota?

Uma coisa é certa: se o Tesouro Nacional chegar ao ponto de não honrar suas dívidas com os investidores, já estaremos em uma crise tão profunda que poupança nenhuma vai estar de pé.

Agora que eu já trouxe algumas informações sobre o cenário econômico, vou mostrar como é fácil emprestar dinheiro para o caixa do governo. A primeira coisa a fazer é abrir sua conta em uma corretora de valores, porque os investimentos no Tesouro Direto só são feitos por meio delas. Em seguida, você escolhe os títulos que mais atendam aos seus objetivos.

Existem opções que podem ajudá-la a garantir a próxima viagem de férias, a troca do carro por um modelo mais novo, o valor da faculdade dos filhos e até mesmo a aposentadoria. Para facilitar, no final do texto está uma lista atual dos títulos disponíveis. Vale lembrar que eles podem sofrer alterações, mas no site do próprio Tesouro Direto tem a relação sempre atualizada.

É importante ficar atenta ao vencimento, que é a data na qual você vai receber o valor investido acrescido dos juros combinados, e à rentabilidade, ou seja, o pagamento que você vai receber por emprestar seu dinheiro ao Tesouro Nacional.

Conta aberta e títulos escolhidos, chegou a hora de colocar o seu dinheiro para trabalhar por você e gerar bons frutos, ou melhor, bons lucros. Você pode investir todos os meses ou sempre que quiser: o importante é começar e ter constância nos aportes.

Quer uma dica? Crie o seu boleto – ou seja, firme um compromisso financeiro com você mesma -, e pague-o antes mesmo de quitar a conta de luz ou de água. Assim, você investirá em um objetivo que deseja muito alcançar. Mesmo que hoje você possa começar com pouco, comece por você – e para você.

Até o nosso próximo encontro.

Jaque Granja é especialista em investimentos, educadora financeira, mentora de investimentos para iniciantes e criadora do canal @donadomoney no Instagram

O conteúdo expresso nos artigos assinados são de responsabilidade exclusiva das autoras e podem não refletir a opinião da Elas Que Lucrem e de suas suas editoras

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: