Foco nas companhias durante sossego dado por Brasília

Notícias quentes sobre o mercado financeiro, por Luciene Miranda
avatar Luciene1

Enquanto Brasília dá uma pausa nas polêmicas em torno da PEC dos precatórios, a bolsa seguiu operando em função dos indicadores econômicos e do noticiário corporativo nesta quinta-feira (11).

A proposta de emenda constitucional (PEC) dos precatórios deverá começar a ser discutida no Senado a partir de 24 de novembro.

LEIA MAIS: Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

Até lá, é necessário ficar atento às informações que vem sendo divulgadas – com maior intensidade – pelas companhias brasileiras.

  • Petrobras (PETR3, PETR4) vendeu para a Forbes & Manhattan Resources – holding canadense de capital fechado – as ações na Unidade de Industrialização de Xisto (SIX) de São Mateus do Sul, no Paraná. A operação foi de US$ 33 milhões e é a terceira após o acordo da Petrobras com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), em junho de 2019, para a abertura do mercado de refino no país.

  • Cogna (COGN3) divulgou que a prévia de resultado da Vasta – vertical B2B de educação básica da companhia – para 2022 é de R$ 974 milhões, o que indica um crescimento de 32% em relação ao 2021.

  • Natura (NTCO3) anunciou revisão do prazo de projeção da margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidada dentro da faixa de 14% a 16%. A previsão que inicialmente era para 31 de dezembro de 2023 passou para a mesma data em 2024. A companhia atribuiu a revisão a um ambiente operacional desafiador não previsto como a pressão inflacionária, interrupção de cadeias de suprimentos e efeitos cambiais.

  • Banco Inter (BIDI3, BIDI4) atingiu 15 milhões de clientes. O que representa um crescimento de 100% nos últimos 12 meses.

E entre os vários balanços financeiros de empresas divulgados nesta noite, destaque para:

  • B3 que anunciou lucro líquido recorrente de R$ 1,29 bilhão no terceiro trimestre, com alta de 13% na comparação com o mesmo período de 2020.

  • CPFL (CPFE3) que reportou lucro líquido de R$ 1,43 bilhão de julho a setembro de 2021, com alta de 6,2% na comparação anual.

  • Copel (CPLE5, CPLE6) com lucro líquido de R$ 2,9 bilhões no terceiro trimestre e alta de 319% em relação ao mesmo período do ano passado.

  • Renova (RNEW3, RNEW4) que divulgou prejuízo de R$ 45,1 milhões no terceiro trimestre deste ano. No acumulado de 2021, a perda é de R$ 129,5 milhões. A companhia passa por processo de recuperação judicial.

  • Lojas Renner (LREN3) teve lucro líquido de R$ 172 milhões no terceiro trimestre, enquanto registrou prejuízo um ano antes de R$ 82,9 milhões.

Sugestões para a coluna Ordinárias e Preferenciais podem ser enviadas ao meu e-mail [email protected]

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Conheça  a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

Compartilhar a matéria:

×