Montadora de motos elétricas pretende contratar mais de 200 mulheres até o final de 2022

No ano passado, o número de colaboradoras da Voltz saiu de 32 para 118
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
Empresa espera garantir equidade de gênero no setor (Foto: Divulgação)

A fabricante nacional de motos elétricas Voltz anunciou que pretende contratar mais de 200 mulheres para seu time de colaboradores até o final de 2022. O objetivo da empresa, que no ano passado aumentou de 32 para 118 o número de funcionárias em diferentes áreas e posições, é garantir um futuro com maior equidade de gênero, não apenas na empresa, mas no setor como um todo.

Segundo uma pesquisa realizada pela Automotive Business (AB), em parceria com a MHD Consultoria, apenas 18% dos cargos de liderança da indústria automotiva são ocupados por mulheres. O mesmo estudo indica que o total de colaboradoras no setor caiu de 20% para 19% entre 2019 e 2021.

“Embora esteja longe do que sonhamos, estamos orgulhosos com o esforço do time para trazer mais diversidade de gênero, principalmente em um cenário em que 90% das pessoas que pilotam moto no Brasil são homens”, diz Giulia Silveira, head de people da Voltz. De acordo com a executiva, a medida também tem como foco estimular a inovação do negócio, tratando a pluralidade como fator essencial para criar soluções eficientes e arrojadas.

Para continuar ampliando o número de talentos diversos da companhia, a Voltz tem aberto uma série de vagas afirmativas para mulheres. Existem oportunidades em diferentes áreas de atuação da montadora, como tecnologia, vendas, financeiro e operações.

LEIA MAIS

Além da criação de vagas exclusivas, a empresa também criou iniciativas para desenvolver a cultura da companhia quanto à diversidade, como as palestras ministradas em março sobre as diferentes dificuldades vividas por mulheres de etnias e classes sociais distintas. A empresa conta, ainda, com grupos de apoio para mulheres do setor automotivo. O primeiro deles foi o BE-BRAVE, um canal inaugurado por mulheres da companhia, que promove encontros mensais para que as participantes possam trocar relatos do cotidiano e conversar sobre carreira, rotina e até hobbies. 

Do grupo, surgiu a subdivisão be-brave-TECH, focada em promover um espaço inclusivo e acolhedor para as mulheres que atuam na área de tecnologia. Além disso, o canal tem o propósito de gerar ideias para viabilizar a ampliação do número de colaboradoras na área e na promoção de equidade de gênero no segmento.

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

Compartilhar a matéria:

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
×