Bitcoin reage e recupera patamar dos US$ 40 mil

Quedas das criptomoedas ontem (19) foram um dos maiores movimentos percentuais diários
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

O bitcoin mostrava alguma recuperação hoje (20) e voltava a ser negociado pouco acima dos US$ 40 mil, um dia depois de despencar em meio a preocupações com a regulamentação mais rígida na China e inquietação sobre a extensão das posições alavancadas no mundo das criptomoedas.

A maior e mais popular moeda digital subia 9,9%, a US$ 40.420, por volta de 09:10 (horário de Brasília), depois de cair 14% na quarta-feira para seu nível mais baixo desde o final de janeiro. O rival menor ether avançava 12%, para US$ 2.734, após queda de 28%.

OLHA SÓ: Dólar cede terreno ante real após salto da véspera

A reação do bitcoin veio após patrocinadores de criptomoedas proeminentes, como Cathie Wood, da Ark Invest, e Elon Musk da montadora Tesla indicaram seu apoio na quarta-feira. Wood disse em uma entrevista à Bloomberg que mantinha sua previsão de US$ 500.000.

Musk reiterou que a Tesla estava mantendo seus investimentos em bitcoin.

“As pessoas consideram isso como um momento de ‘comprar o tombo’, e muitos consideram isso como ‘a última chance de comprar bitcoin barato'”, disse Ruud Feltkamp, presidente-executivo do bot de comércio de criptomoedas Cryptohopper. “Os próximos meses mostrarão se o mercado em alta vai continuar ou se é o começo do fim de sua corrida.”

As quedas do bitcoin e do ether na quarta-feira foram um dos maiores movimentos percentuais diários em mais de um ano, com investidores saindo de posições que até recentemente estavam superando os mercados tradicionais, como ações e títulos.

O mais recente catalisador foi uma declaração de órgãos da indústria financeira chinesa banindo o uso de criptomoedas no pagamento e liquidação e proibindo as instituições de fornecer produtos relacionados à criptomoeda ou serviços de câmbio entre criptomoedas e o yuan ou moedas estrangeiras.

E AINDA: Ibovespa oscila pouco na abertura com exterior misto

Mas o bitcoin já estava sob pressão por quase uma semana após uma série de tuítes de Musk, principalmente a reversão na decisão da Tesla de aceitar bitcoin como pagamento.

Analistas disseram que a turbulência está longe de terminar.

(com Reuters)

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: