Assine nossa newsletter

Pesquisa mostra que quase 20% das mulheres cogitam abandonar o trabalho por causa da pandemia

Levantamento aponta que redução salarial é o principal motivo para que elas estejam menos otimistas sobre suas carreiras
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

A combinação de carga de trabalho elevada, aumento das responsabilidades domésticas e redução do salário por causa da pandemia da Covid-19 estão entre os principais motivos que afetam a mulher no mercado de trabalho. Quase 20% delas cogitam abandonar a vida profissional por causa dos problemas decorrentes da crise sanitária. É o que revelou um estudo realizado pela consultoria Deloitte e obtido pelo jornal Valor Econômico.

O resultado mostrou que 19% consideram deixar a carreira e apontam que a pandemia contribuiu para essa decisão de várias formas: 41% disseram que o motivo é a redução de salário; 35% responderam que sofreram redução salarial mesmo com aumento de carga horária; 13% contam que o entrave maior é ter que unir o comprometimento profissional com os cuidados familiares e 10% se queixam da dificuldade de alcançar equilíbrio pessoal e profissional.

Das 500 mulheres brasileiras ouvidas no levantamento, 63% são mães, 23% cuidam de outros familiares e 71% trabalham de forma integral. Ainda considerando o total da amostra, 11% das entrevistadas ocupam cargos C-Leve e 51% trabalham para empresas com faturamento anual de até US$ 5 bilhões. 

OLHA SÓ: Juliette se torna a ex-BBB mais seguida no Instagram

Ao jornal Valor Econômico, a líder do programa All In da Deloitte, Ângela Castro, afirmou que a maioria das demandas apontadas pelas mulheres já faziam parte da rotina de suas vidas antes da pandemia, mas a diferença é que agora não há uma rede de apoio que incluía crianças na escola e a possibilidade de contar com o auxílio de trabalhadores domésticos.

Os analistas da Deloitte também concluíram que um terço das mulheres consultadas se queixam que suas carreiras não evoluem como planejado. Elas também apontam questões como sobrecarga do dia a dia e acúmulo de funções no trabalho.

(Com informações do Valor Econômico)

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter