Principais notícias do mercado para quinta-feira

Declaração do Federal Reserve, mudanças na reforma tributária e tudo que vai mexer com o mercado hoje (15)
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

As bolsas norte-americanas fecharam com leve alta após a declaração do presidente do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell. O S&P500, indicador que mostra o desempenho das 500 principais empresas na bolsa dos Estados Unidos, fechou com 4.374 pontos, o que representa leve alta de 0,12%.

Ontem (14), o presidente do Federal Reserve fez um discurso no congresso e afirmou que será mantida uma política monetária moderada e que é esperada uma redução da inflação. Na última terça, foi divulgada a inflação dos Estados Unidos referente ao mês junho e os dados apontaram para a mais alta aceleração dos preços em 13 anos.

OLHA SÓ: Principais notícias do mercado para quarta-feira

No Brasil, a bolsa fechou o dia com leve alta. O Ibovespa encerrou o pregão com 128.311, alta de 0,11%. O dólar fechou a R$ 5,08, em queda de 1,83%, a maior desde março de 2020.

Essa leve alta da bolsa foi causada pelo otimismo no cenário internacional e expectativas sobre as novas mudanças na reforma tributária. Segundo o relator da reforma, deve ser mantida a isenção sobre os Fundos Imobiliários, mas tudo depende da chegada do texto e consenso sobre os pontos abordados, antes do documento ir para votação no Congresso.

O mercado permanece de olho no andamento da CPI da Covid, mantendo receio sobre ruídos políticos em Brasília e com o inquérito aberto contra o presidente Bolsonaro pela Procuradoria Geral da República.

O grande destaque da bolsa foi o IPO, processo no qual uma empresa abre o seu capital e passa a ser negociada na bolsa, da academia Smartfit, que apresentou uma valorização de 32% na sua estreia na bolsa brasileira. No fechamento, a empresa encerrou o dia com ações a R$ 31.

Carol Proença é estudante de economia e especialista de investimentos certificada

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: