Principais notícias do mercado para terça-feira

Feriado nos Estados Unidos, risco político no Brasil e tudo que vai mexer com o mercado hoje (6)
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

O mercado norte-americano não abriu ontem (6) por conta do feriado do Dia da Independência dos Estados Unidos, que gerou baixo volume de negociações durante o pregão.

Com isso, a bolsa brasileira foi pouco influenciada pelo otimismo ou pessimismo do mercado internacional, diferente do que ocorreu na última sexta. O Ibovespa fechou com 126.920 pontos, em queda de 0,55%. A baixa foi impulsionada, majoritariamente, após a OPEP, grupo dos principais países produtores de petróleo, não entrar em um acordo quanto à produção de petróleo.

OLHA SÓ: Principais notícias do mercado para segunda-feira

É necessário ressaltar que a decisão dos países referente à produção de petróleo afeta a oferta da commodity no mercado e, como consequência, o preço do produto. A precificação do petróleo afeta empresas no Brasil, como a Petrobrás, que trabalham com essa commodity.

O mercado também segue tenso com os problemas políticos do Brasil. O Tribunal de Contas da União (TCU) estipulou o prazo de 10 dias para que o Ministério da Saúde apresente documentos do contrato de aquisição da Covaxin, imunizante indiano contra a Covid-19. Esse processo faz parte também do inquérito que a Procuradoria Geral da República abriu contra o presidente Bolsonaro.

Esse cenário de risco político crescente também afetou o câmbio no Brasil. O dólar encerrou o último pregão com uma alta de 0,68%, a R$ 5,08.

Além do feriado norte-americano na segunda, também haverá o feriado estadual em São Paulo (Dia da Revolução Constitucionalista) na sexta-feira. Com a semana mais curta, a expectativa é de que ocorra mais movimentação do mercado na B3, bolsa de valores brasileira.

Para a semana, também é esperada a abertura de dados importantes na economia brasileira e internacional que podem ditar o comportamento do mercado. No Brasil, o foco fica com os dados de inflação referente ao mês de junho e vendas no setor de varejo.

Carol Proença é estudante de economia e especialista de investimentos certificada

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: