Assine nossa newsletter

Sea, dona do Shopee, garante US$ 6 bilhões em captação de recursos

Captação foi a maior registrada no Sudeste Asiático
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

A empresa de games e e-commerce Sea, com sede em Cingapura, levantou cerca de US$ 6 bilhões em venda de ações e títulos conversíveis no que foi a maior captação de recursos que o Sudeste Asiático já viu.

A empresa precificou 11 milhões de American Depository Receipts (ADR) a US$ 318 dólares, junto com US$ 2,5 bilhões  em títulos conversíveis.

LEIA MAIS: Preços ao produtor nos EUA aumentam com força em agosto

A Sea opera o popular site de e-commerce Shopee, que se expandiu pela Ásia e pela América Latina. A empresa também avança pela Europa após abrir operações na Polônia, publicou a Reuters.

A operação foi a maior captação de recursos do Sudeste Asiático, segundo dados da Refinitiv.

“Dado o nível elevado de interesse do investidor em ações de tecnologia e com as taxas de juro tão baixas, é sempre uma boa reforçar as finanças”, afirmou uma fonte com conhecimento da transação.

VEJA TAMBÉM: Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

As ações da Sea registraram um salto de quase cinco vezes ano passado, em meio a uma forte demanda porque as restrições da pandemia mantiveram as pessoas em casa.

Se o lote excedente for exercido na venda de ações e emissão de títulos conversíveis, a quantia levantada pode subir a US$ 6,9 bilhões, o que seria a maior captação de fundos de uma empresa asiática listada nos EUA.

Foi a segunda venda da empresa em menos de um ano após ela levantar US$ 2,6 bilhões em dezembro.

A Sea afirmou que planeja usar o dinheiro para investimentos estratégicos e potenciais aquisições.

(Com Reuters)

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL Newsletter

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem:

Assine nossa newsletter