NoFront lança segunda edição da campanha Educação Financeira contra o Racismo

Com o objetivo de democratizar o acesso ao conhecimento e combater o ciclo da pobreza, iniciativa receberá doações até 10 de dezembro
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
Pexels/rodnae
A campanha tem o objetivo de democratizar o acesso ao conhecimento (Foto: Pexels/Rodnae)

Pelo segundo ano, a plataforma de impacto social NoFront lança a campanha Educação Financeira contra o Racismo, que se debruça sobre a construção de estratégias de letramento e empoderamento econômico gratuitos para a promoção do protagonismo negro por meio da educação financeira. 

Assim, é possível que a base da pirâmide social, composta por mulheres negras e indígenas, pessoas desempregadas, mães e pais solo e coletivos LGBTQIA+ tenham a oportunidade de combater o ciclo da pobreza no qual estão inseridas. 

Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

“Queremos recuperar valores africanos distorcidos durante a história, exaltar a conexão com a prosperidade e seguir no comando das nossas vidas como pessoas negras motivadas, amparadas e vivas”, diz Gabriela Chaves, fundadora da NoFront, que busca democratizar o acesso ao conhecimento com um olhar sensível sobre questões raciais e de gênero. 

Um dos objetivos da campanha, por exemplo, é colocar em prática o programa de formação em economia política, relações raciais e de gênero, que vai instrumentalizar grupos e coletivos com conhecimentos sobre macroeconomia, fundamentos econômicos e princípios da economia política. O objetivo é formar lideranças periféricas que repliquem os saberes dentro de suas comunidades. Essa formação será somada ao acesso a conteúdos de planejamento financeiro pessoal.

Além disso, a iniciativa busca promover, em 2022, o primeiro Festival de Economia Criativa da Diáspora, que vai propor discussões nas periferias sobre possibilidades econômicas de cooperação entre as populações descendentes da diáspora. Todo o calendário de atividades, no entanto, depende de metas de doações. 

Uma campanha da Fundação Tide Setubal em parceria com o site Benfeitoria, por meio do Matchfunding Enfrente, pretende arrecadar R$ 30 mil em doações diretas -, a cada R$ 1 recebido, o Fundo Enfrente aportará mais R$ 2, triplicando a arrecadação. Sendo assim, o valor total poderá chegar aos R$ 90 mil até o dia 10 de dezembro, tempo limite para a realização de doações. 

“Caso o objetivo não seja alcançado, nenhuma quantia será revertida ao projeto, pois a campanha é tudo ou nada. Precisamos dar continuidade às ações sociais propostas. Essa luta é de todes”, diz Gabriela.

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: