Pesquisa afirma que maioria pediu para ganhar mais dinheiro em 2022

Levantamento também mostrou que emagrecer, ficar mais perto da família, reformar a casa e investir na educação estão entre os principais desejos das pessoas para este ano
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

O maior desejo para metade dos brasileiros é ganhar mais dinheiro em 2022. É o que revelou o estudo “Pulso Expectativa 2022”, feito pela Hibou, empresa de pesquisa e monitoramento de mercado e consumo, e a Score Group, companhia de data retail e shopper experience da B&Partners. 

Os pesquisadores ouviram mais de 1.800 pessoas e descobriram que, além de mais dinheiro no bolso, a vontade de emagrecer também é um desejo de 43% dos entrevistados. Já 34% querem ficar mais perto da família. A reforma da casa está entre os planos de 29%. Investir em cursos para aprimoramento profissional é a vontade de 27% da amostra. Enquanto isso, 13% desejam uma vaga de emprego e 12% não estão satisfeitos e querem mudar de trabalho.

Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

“A entrada de um novo ano incentiva as pessoas a fazerem o que não fizeram, traçar planos e buscar realizações para as metas pessoais, profissionais e financeiras. Elas tendem a se planejar com otimismo. No estudo, notamos que as expectativas de retorno à ‘rotina normal’ predominam, pois os brasileiros desejam o fim da pandemia”, afirma Ligia Mello, sócia da Hibou e coordenadora do estudo.

Prevendo um ano turbulento e de crise, o levantamento mostrou também que 39% dos entrevistados pretendem gastar menos. Hábitos como compras pela internet serão mantidos por 29% deles e a rotina híbrida também chega ao consumo para 30%, variando entre as modalidades online e física. 

Ainda de acordo com o estudo, 52% dos entrevistados apontam que entram no ano novo com as contas em dia, 12% afirmam que estarão com dinheiro sobrando e 36% declararam que vão iniciar o ano com dívidas – dentre eles, 26% afirmaram que os valores devidos ultrapassam os R$ 15 mil.

“Os brasileiros querem equilibrar suas finanças neste ano. Economizar ao máximo e usar cupons de descontos e promoções são hábitos herdados de 2021 e que vão permanecer”, analisa Ligia. 

Flexibilização da pandemia

Com o avanço da vacinação contra o coronavírus, os brasileiros estão cada vez mais ansiosos pelo fim da pandemia, com 27% desejando voltar à sua rotina anterior à Covid-19. Mais otimistas com os passeios no verão e a flexibilização, 43% afirmaram que vão viajar e, destes, 71% pretendem ir de carro, 43% de avião, 12% de ônibus e 2% de moto.

Entre os destinos preferidos estão praias desertas (51%), sítios/chácaras (32%), hotéis fazenda (31%), cidades do interior (30%), resorts all inclusive (29%), trilhas e natureza (26%), praias agitadas (21%), parques aquáticos (16%) e metrópoles (10%).

Além das viagens, o encontro com amigos e família para um churrasco é também um evento garantido para 21% dos entrevistados. Ao todo, 91% dos brasileiros acreditam que o “churras” seja um bom motivo para reunir os amigos e dar boas risadas.

Retorno ao trabalho

No trabalho, com o retorno gradual ao modo presencial, 19% dos brasileiros querem se dividir entre as atividades presenciais e online; 10% vão se ajustar para a rotina híbrida de trabalho; e apenas 5% vão buscar uma rotina mais presencial com a equipe de trabalho. Parte dos brasileiros (21%) deseja novos desafios e mudança de área e 18% imaginam que vão trabalhar ainda mais do que durante a pandemia.

O transporte e o trânsito também foram temas pesquisados: 28% dos brasileiros declararam que desejam otimizar o tempo de deslocamento, planejando melhor seus horários; e 13% pretendem usar cada vez mais ferramentas digitais, mesmo que sejam pagas. Os estudos também estão no foco de 27% deles, que querem estudar online para se qualificar mais profissionalmente, enquanto 12% disseram que vão participar de cursos para melhorar a gestão dos negócios e das equipes.

Lazer 

Para 18% dos entrevistados a ida a algum bar é uma certeza para 2022. Mas, deste grupo, 53% continuarão buscando locais com distanciamento entre as mesas; 23% afirmam que vão aproveitar a liberdade e curtir muito com amigos e familiares; 14% dizem que já retomaram à rotina ativa de bares que tinham antes da pandemia e 5% pretendem tirar o atraso de dois anos e cair na festa.

Assistir a um bom conteúdo pelo celular, televisão ou computador vai continuar sendo uma realidade, já que 31% dos brasileiros desejam maratonar mais séries em 2022; 29% querem ler os gêneros dos quais gostam; 16% pretendem descobrir novas músicas e artistas para enriquecer a playlist; 7% têm a intenção de assinar mais plataformas de streaming para acessar mais conteúdos; 5% vão curtir mais jogos eletrônicos e 4% querem participar de eventos remotos, como shows e encontros sem sair de casa.

E o carnaval?

A expectativa de 45% dos brasileiros é de passar a data em casa, pois não se sentem seguros para sair. Dos entrevistados, 44% vão aproveitar o feriado para descansar; 38% pretendem ficar em casa maratonando filmes ou séries; e 24% vão passar mais tempo com a família.

Entre as outras opções para o feriadão estão: leitura, jogo ou outras atividades no domicílio (18%); ficar em casa com os amigos (13%); viajar com a família (7%); viajar para a praia com os amigos (4%); participar de bloquinhos na própria cidade (1%); conhecer gente nova (1%); ir a bailes e eventos (1%); e ir a ensaios de escolas de samba (1%).

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: