Rendimento do Treasury de 10 anos atinge 3% pela primeira vez em mais de 3 anos

O resultado representa um marco que pode ter grandes implicações para outros mercados financeiros
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

O rendimento do título de dez anos do Tesouro dos Estados Unidos atingiu 3% pela primeira vez desde dezembro de 2018 hoje (02), um marco psicológico que pode ter grandes implicações para outros mercados financeiros.

O retorno do Treasury de dez anos é um barômetro importante para as taxas de hipoteca e outros instrumentos financeiros. Ele tem avançado nos últimos dois meses, conforme o mercado de títulos se prepara para o começo da redução do balanço do Federal Reserve, que subiu para quase 9 trilhões de dólares durante a pandemia. O processo de reduzir sua participação em títulos é chamado de “aperto quantitativo”.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Fed se reúne esta semana e espera-se que, na quarta-feira, suba os juros básicos em 0,50 ponto percentual, para uma faixa de 0,75% a 1,00%, e revele o plano para seu balanço patrimonial.

A diminuição da compra de dívida do governo pelo Fed poderia ajudar a elevar os rendimentos, o que poderia impulsionar as taxas na extremidade mais longa da curva acima dos retornos dos Treasuries de curto prazo.

Custos de empréstimos mais altos também tendem a prejudicar os preços de ações empresariais.

Às 14:42 (de Brasília), o rendimento do Treasury de dez anos – referência global para decisões de investimento – subia 10,40 pontos-base, a 2,9885%, após chegar a tocar 3,003%.

(Com Reuters)

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: