Taxa média do empréstimo pessoal teve alta de 0,74% em junho

Cheque especial não sofreu alterações, diz Procon-SP
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

A alta dos empréstimos pessoais em junho foi de 0,74%. A informação foi revelada pela pesquisa mensal do Procon-SP, que avalia os índices praticados por Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra e Santander. Segundo o levantamento da entidade de proteção ao consumidor, a taxa média dos bancos pesquisados foi de 6,82% ao mês, acréscimo de 0,05% em relação a maio, de 6,77%, uma variação positiva de 0,74%. 

As alterações foram constatadas no Banco do Brasil, que alterou sua taxa de 6,17% para 6,32% (um acréscimo de 0,15%, uma variação positiva de 2,43%) e no Bradesco, que alterou a taxa de 8,43% para 8,55% (acréscimo de 0,12%, variação positiva de 1,42%).

Por outro lado, no cheque especial não foi constatado aumentos em nenhuma das instituições. A taxa média, portanto, permaneceu em 7,96% ao mês – dado que continua o mesmo desde fevereiro de 2021.

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: