Corte de cabelo de arqueira olímpica atrai sentimento antifeminista na Coreia do Sul

Políticos e celebridades sul-coreanas manifestaram apoio à atleta nas redes sociais
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
Corte de cabelo de arqueira olímpica atrai sentimento antifeminista na Coreia do Sul
Arqueira sul-coreana An San compete durante Olimpíada de Tóquio, em 25 de julho

O corte de cabelo curto da arqueira sul-coreana An San, vencedora de duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, atraiu um sentimento antifeminista em seu país.

As ofensas virtuais, chamando seu penteado de “feminista”, surgem em um cenário de crescente sentimento antifeminista entre os jovens sul-coreanos.

OLHA SÓ: Rebeca Andrade conquista medalha de prata histórica para ginástica nos Jogos de Tóquio

A arqueira de 20 anos conquistou a primeira medalha de ouro da Coreia do Sul no sábado e, em seguida, outro ouro na disputa por equipes.

Depois de sua vitória na rodada eliminatória no individual feminino hoje (29), seu técnico impediu que repórteres fizessem perguntas “desnecessárias”, aparentemente já ciente da polêmica.

A própria An disse que responderia apenas a perguntas relacionadas aos Jogos, antes mesmo de um repórter terminar uma pergunta sobre a hostilidade online.

A crescente animosidade em relação ao feminismo e às políticas públicas para promover os direitos das mulheres se tornou um tema quente na Coreia do Sul.

Alguns políticos e celebridades sul-coreanas publicaram mensagens e fotos com o cabelo curto em apoio à atleta.

“Com esse olhar firme, por favor, atire contra todos os preconceitos no mundo. Nós apoiamos seu corte de cabelo e apoiamos você”, disse Sim Sang-jung, parlamentar de uma minoria do Partido da Justiça, em um tuíte.

(Com Reuters)

Compartilhar a matéria:

×