GPA tem lucro apenas R$ 4 milhões no segundo trimestre

Grupo varejista citou efeitos de restrições ao funcionamento de lojas devido a um repique da Covid-19
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

O GPA quase zerou o lucro no segundo trimestre, com o grupo varejista citando efeitos de restrições ao funcionamento de lojas devido a um repique da Covid-19 e a forte base de comparação anual.

O grupo controlado pelo francês Casino anunciou nesta quarta-feira que teve lucro líquido consolidado de R$ 4 milhões no período, queda de 95,9% ante um ano antes.

OLHA SÓ: Lucro da Vale dispara a US$ 7,59 bilhões no segundo trimestre

Já seu resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado somou R$ 899 milhões, recuo de 7,7% ano a ano. A margem Ebitda teve baixa de 0,2%, para 7,6%.

A receita líquida do GPA no período somou R$ 11,879 bilhões, queda de 5,3% ano a ano, movimento puxado por uma baixa de 9,7% no Brasil.

As vendas no Brasil atingiram R$ 7,1 bilhões, queda de 12,1%, o que o GPA atribuiu à forte base de comparação com igual etapa de 2020, quando consumidores fizeram maior estocagem de produtos nos meses iniciais da pandemia.

A empresa citou ainda decretos que obrigaram fechar lojas e reduzir horários de funcionamento e restrições a itens não essenciais como bebidas alcoólicas e eletroeletrônicos. Essa pressão foi aliviada em parte pela queda de 13,4% das despesas com vendas, gerais e administrativas.

Já as vendas do Grupo Éxito subiram 1,3%, com desempenho forte na Argentina aliviando quedas na Colômbia e no Uruguai.

(com Reuters)

Compartilhar a matéria:

×