Canadá autoriza importação de carnes bovina e suína do Brasil

Ministra da Agricultura disse que agora os frigoríficos brasileiros podem exportar produtos para mais de 200 mercados ao redor do mundo
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina Dias, disse hoje (14) que o Canadá aprovou as importações de carnes bovina e suína do Brasil, de acordo com uma publicação no Twitter, apesar dos embarques de suínos ficarem restritos, em um primeiro momento, a unidades localizadas em Santa Catarina, segundo a entidade do setor.

Tereza Cristina, que viajou ao Canadá para conversar com fornecedores locais de fertilizante à base de potássio, afirmou que agora a agroindústria brasileira pode exportar produtos para mais de 200 mercados ao redor do mundo, meta que foi colocada pela ministra quando assumiu a pasta, há mais de três anos.

Conheça a plataforma de educação financeira e emocional EQL Educar. Assine já!

“Estamos em Ottawa e acabamos de sair do ministério da agricultura canadense com duas ótimas notícias: a abertura do mercado de carne suína e bovina para este país”, disse ela.

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) esclareceu em nota que a abertura do Canadá no segmento de suínos é válida, inicialmente, para os estabelecimentos sob inspeção federal em Santa Catarina, pois na época da solicitação inicial aos canadenses, o Estado era o único reconhecido como livre de aftosa sem vacinação, um critério estabelecido pelas autoridades do país.

“As negociações seguirão em curso para a inclusão, no futuro, de novas áreas já reconhecidas com o mesmo status pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE)”, disse a entidade.

Vale lembrar que as exportações de carne suína de Santa Catarina representam pouco mais de 50% dos embarques do setor no Brasil, conforme dados da associação.

Na avaliação da ABPA, o Canadá é um dos mais importantes mercados abertos na última década. “Lá, o setor produtivo deverá atuar em complementaridade à produção local, com oferta de produtos premium”, afirmou.

Procurada, a associação que representa os exportadores de carne bovina Abiec não respondeu de imediato a um pedido de comentários.

Sobre a área de fertilizantes, a ministra da Agricultura acrescentou que ainda tem diversas reuniões agendadas para esta segunda-feira no Canadá.

(Com Reuters)

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Compartilhar a matéria:

×