O que esperar de “Spencer”, o novo filme sobre Lady Di

A obra, que chega ao cinema nacional após adiamentos, retrata o Natal de 1991, pouco antes da decisão de Lady Di de pedir o divórcio
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
Divulgação
As imagens de Kristen Stewart nos trailers mostram uma caracterização impecável. Quase idêntica à princesa (Foto: Divulgação)

Para os fãs de Lady Di, que aguardam ansiosamente pelo lançamento do filme “Spencer” – com lançamento adiado desde novembro de 2021 -, a espera finalmente acabou. O longa, que já foi exibido em vários países, como Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, estreia hoje (27) em todo o Brasil.

Dirigido pelo chileno Pablo Larraín, o mesmo diretor de “Jackie”, drama de 2016 sobre a ex-primeira-dama norte-americana Jacqueline Kennedy, a obra se passa durante o feriado de Natal de 1991. Na época, a família real britânica era alvo de uma série de rumores sobre casos extraconjugais e um possível divórcio entre Lady Di (interpretada por Kristen Stewart) e o Príncipe Charles (Jack Farthing). Na tentativa de manter o reino longe de polêmicas, a ordem para o casal era controlar a situação e fazer o possível para manter a imagem de família feliz. O filme retrata três dias angustiantes na vida de Diana até ela tomar a decisão de se separar.

LEIA TAMBÉM: 7 lições que todas as mulheres precisam aprender com “Maid”

As imagens de Kristen Stewart nos trailers mostram uma caracterização impecável. Quase idêntica à princesa, a atriz surpreendeu o público e a crítica especializada logo nas primeiras cenas. No Festival de Cinema de Veneza, na Itália, no início de setembro, a norte-americana foi ovacionada por sua atuação no longa. Conhecida mundialmente por protagonizar a franquia adolescente “Crepúsculo”, agora Kristen passa a fazer parte da longa lista de atrizes que tentaram capturar o espírito de Diana frente às telas, incluindo Emma Corrin, que ganhou o Globo de Ouro este ano por sua atuação na quarta temporada de “The Crown”, série original da Netflix. 

Segundo os críticos do Festival de Veneza, “Spencer” também caminha para levar importantes premiações do cinema – quem sabe até o Oscar de Melhor Atriz. “O fino trabalho de Stewart no sotaque e nos maneirismos é primoroso. A câmera a adora, e ela tem experiência em ser magnética ou devastadoramente frágil”, avaliou o “Hollywood Reporter”, seguido por “The New York Times”, “The Guardian” e “Variety”. 

Até mesmo a imprensa britânica, cautelosa com atores norte-americanos em filmes que retratam personalidades locais, elogiou a performance da atriz. “Kristen Stewart é merecedora do Oscar”, disse o “Daily Mail”. “Tive mais prazer com o meu corpo fazendo este filme do que em qualquer outra coisa”, revelou a atriz. “Eu me senti mais livre, mais viva e capaz de me mexer – e mais alta, também”, brinca, numa referência para o 1,78 m de Lady Di.

O título do filme é uma referência ao nome de solteira da princesa: Diana Spencer. Sendo assim, o longa é inteiramente focado nos sentimentos de uma das maiores personalidades da história e, consequentemente, sua representação é a joia da obra. Foi a verossimilhança entre a atriz e a princesa que encantou a crítica especializada e fez com que “Spencer” se tornasse um lançamento tão aguardado.  

Além disso, a obra oferece uma abordagem diferente de outros filmes sobre a história de Lady Di. “Dezembro de 1991: o casamento do Príncipe e da Princesa de Gales esfriou há muito tempo. Embora haja muitos rumores de casos e divórcio, a paz foi ordenada para as festividades de Natal em Sandringham Estate. Há comida e bebida, tiro e caça. Diana conhece o jogo. Este ano, as coisas serão muito diferentes”, diz a sinopse oficial.

(Atualizado em 27/01)

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: