O que é um investimento? Saiba como aplicar bem seu dinheiro

Tudo que você precisa saber para fazer boas escolhas para não cair em ciladas e fazer o melhor com o seu dinheiro
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
Mstandret/Evanto Elements
Investir é aplicar seu dinheiro de forma inteligente para que você não precise abrir mão de tantas coisas na sua vida para conquistar seus sonhos

O mundo dos investimentos é tão grande quanto parece, mas mais simples do que imaginamos.

Se você está lendo este texto para começar a entender um pouco sobre este universo e caminhar na direção da independência financeira, saiba que o primeiro passo, o mais importante, você já deu, que é buscar entender tudo desde o princípio.

O arquiteto canadense desconstrutivista, Frank Gehry, abre o documentário “Esboços”, dedicado ao seu processo de criação, com a seguinte reflexão: “É difícil começar? Você sabe que é”. Com isso em mente como uma forma de provocação, a ideia aqui é entender que tudo de novo que fazemos na vida é difícil no começo. E não porque não somos capazes ou pela alta complexidade dos processos, mas, simplesmente, porque é algo que desconhecemos.

SAIBA MAIS: Como começar a investir: entenda qual é o melhor momento

Aposto que você não sabia tudo sobre bebês quando foi mãe pela primeira vez; ou que não fazia ideia de como dirigir um carro até que quisesse ou precisasse aprender a fazê-lo. A primeira vez em qualquer situação. Então, vamos com calma! Aprender sobre investimentos é possível e é para todas, inclusive você.

Neste artigo você vai entender de forma prática e simplificada:

  • Conceito de investimento
  • Diferença entre investir e poupar
  • Diferença entre investir e especular
  • Diferença entre investir e apostar
  • Por que é importante investir

Conceito de investimento

Investir é o ato de depositar recursos em algo com a finalidade de obter resultados positivos ou lucros no futuro.

A ideia de investir não é restrita ao mundo dos negócios e das finanças, existem muitos tipos de investimentos. Por exemplo: ao pagar por um curso de graduação, você está investindo na sua formação acadêmica com a finalidade de colher frutos amanhã, seja em forma de conhecimento ou melhores oportunidades de trabalho.

Aqui vamos focar apenas nos investimentos que envolvem retornos financeiros, porque o que queremos é ajudá-la a ter total controle das suas finanças e investir no que quiser futuramente. Desde um negócio ou à compra de uma bolsa que antes poderia pesar em um orçamento pouco planejado e apertado.

Financeiramente, investir significa que você vai aplicar seu dinheiro em algum lugar para que ele possa render a você mais do que se ficasse na carteira ou guardado embaixo do colchão, afinal, somos modernas!

Existem muitos tipos de investimentos, mas o importante é saber que eles estão distribuídos em duas categorias principais: os de renda fixa e os de renda variável.

De forma simplificada, os investimentos em renda fixa são aqueles que podem nos dar uma previsão de quanto nosso dinheiro vai render diariamente, mensalmente ou ao final do prazo de validade, quando resgatamos o que foi investido. Entre eles, estão os títulos públicos e alguns produtos negociados por bancos, como CDB e CDI.

Já os produtos que se enquadram como renda variável, são aqueles que envolvem mais riscos por não sabermos ao certo qual será o retorno, como as ações negociadas na bolsa de valores, fundos imobiliários, contratos futuros e criptomoedas.

SAIBA MAIS: Mulheres ganham primeiro fundo de investimentos pensado para elas

Diferença entre investir e poupar

É necessário poupar para investir, mas investir não é a mesma coisa que poupar.

Poupar é deixar de gastar, economizar para que, no final do mês ou de um determinado período, a entrada de dinheiro seja superior à saída.

Economizar dinheiro é essencial para que possamos alcançar objetivos de vida, entretanto, nem sempre é uma forma inteligente de chegar se o dinheiro economizado fica na bolsa ou em uma caderneta de poupança, por exemplo.

A caderneta de poupança é o método mais utilizado pelos brasileiros para poupar dinheiro. Entretanto, a baixa remuneração, leia-se rendimento, proposto por ela, é desvantajosa porque não acompanha a inflação. Ou seja, ao final de um ano de rendimentos na poupança, seu dinheiro pode estar valendo menos em poder aquisitivo, por mais que o valor final seja ligeiramente maior ao aplicado. Você perde ao invés de ganhar.

É aí que entra o papel do investimento. Investir é diferente de poupar porque, no longo prazo, a ideia é que seu dinheiro passe a valer mais. Ou seja, aqui você não fica mês a mês tentando poupar mais e mais dinheiro, na contramão dos gastos mensais fixos e da inflação, para conseguir chegar a um objetivo.

VEJA TAMBÉM: A hora de virar chefe: como fazer um plano de negócios

Investir é aplicar seu dinheiro de forma inteligente para que você não precise abrir mão de tantas coisas na sua vida para conquistar o grande prêmio estabelecido por você mesma. Claro que é preciso economizar para poder investir –principalmente se temos uma renda que nos propicia apenas o essencial. Mas, o ponto principal, é entender que os investimentos trabalham para você e trazem retornos financeiros, enquanto que poupar é você trabalhar para guardar dinheiro sem uma valorização, apenas acúmulo.

Diferença entre investir e especular

Em um mesmo ambiente, como a bolsa de valores, é possível investir e especular. Mas, mesmo que ambos possam existir em um espaço comum, as semelhanças param por aqui.

Investir requer planejamento, estudo de possibilidades e diminuição dos riscos das aplicações, para que, em eventuais situações desfavoráveis, suas perdas não sejam tão grandes. O investimento busca consistência de resultados com base em análises. Por exemplo: se queremos comprar ações de uma empresa na bolsa para obter ganhos consistentes e correr riscos previstos, o ideal é estudar a companhia, entender seus ciclos e resultados, a solidez do mercado e da operação, assim como as prioridades e valores da gestão.

Na contramão de todo esse cuidado e planejamento vem a especulação. Especular na bolsa de valores, por exemplo, é aproveitar as oscilações do mercado para garantir ganhos no curto prazo. Ou seja, comprar um ativo para vender a um preço mais alto em um curto espaço de tempo.

A grande questão da especulação é o alto risco existente nas operações. Geralmente, quem especula, aproveita situações que mexem com o mercado para angariar ou vender posições, como uma notícia que afeta muito a economia, um mercado ou a política de um local, momentos de crises e divulgação de balanços financeiros.

E AÍNDA: Como montar uma reserva financeira

Sim, é possível obter retornos altos com a especulação, mas para quem busca mais segurança e solidez ou não tem o conhecimento necessário para prever minimamente o comportamento de um ativo –até porque não existe previsão exata– especular pode ser um caminho de perdas imensuráveis.

Diferença entre investir e apostar

Como já comentamos neste artigo, investir leva em consideração a redução de riscos e estudo com base em análises e informações sobre o mercado. O investimento é um caminho cuja trajetória é pensada e pesada na balança para que o retorno seja maximizado e as perdas reduzidas.

Com isso em mente, fica fácil entender que aposta e investimento são coisas totalmente diferentes, não é? Pense comigo: a aposta está ligada a algo sobre o qual não podemos prever nem temos controle sobre. Por exemplo: jogar na loteria é uma forma de apostar porque não temos controle nenhum sobre os números que serão aleatoriamente sorteados. Ou seja, apostar é entregar recursos e esforços ao acaso.

Porque é importante investir

Investir é uma forma inteligente de alcançar objetivos financeiros. Pode ser que você não seja uma pessoa que deseja acumular enormes quantias, mas tenho certeza que, assim como todas nós, você tem sonhos. A reflexão no final é a seguinte: a moeda de troca da nossa sociedade é o dinheiro, se o temos aumentamos nossas possibilidades de alcançar nossas metas, sejam elas quais forem.

Entender a importância de inserir o mundo dos investimentos no seu universo particular, é saber que uma aplicação inteligente pode render frutos que nos proporcionem segurança financeira, realizar sonhos, aproveitar oportunidades, mudar de vida e até possibilitar momentos ou uma estabilidade maior para quem amamos.

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: