Bitcoin bate recorde após estreia de ETF nos EUA

Criptomoeda registrou alta de 3,8%, chegando a US$ 67.016,50
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

O bitcoin bateu recorde histórico hoje (20) e o primeiro fundo ETF negociado em bolsa dos Estados Unidos baseado em futuros de bitcoin operava em alta de mais de 4% depois de subir na estreia de ontem (19).

Às 13h06 (horário de Brasília), a criptomoeda estava em alta de 3,8%, a US$ 66.705,75, depois de ter cravado recorde de US$ 67.016,50. A máxima anterior tinha sido definida em 14 de abril deste ano, a US$ 64.895,22. 

LEIA MAIS: Bolsonaro confirma Auxílio Brasil de R$ 400 e promete respeito a teto de gastos

Terça-feira foi o primeiro dia de negociação para o ProShares Bitcoin Strategy ETF – um desenvolvimento que os participantes do mercado dizem que provavelmente irá impulsionar o investimento no ativo digital.

O ETF fechou em alta de 2,59%, a US$ 41,94 na terça-feira, com volume de negócios e US$ 1 bilhão na Nyse Arca. Ele estava sendo negociado em alta de 4,4% nesta quarta-feira, a US$ 43,80.

As negociações pareciam ser dominadas por investidores menores e firmas de negociação de alta frequência, disseram analistas, observando que a ausência de grandes negociações em bloco indicava que as instituições provavelmente estavam ficando à margem.

ETFs de criptomoedas foram lançados neste ano no Canadá e na Europa em meio ao crescente interesse de investidores sobre criptomoedas.

O Ethereum, a segunda criptomoeda mais importante do mundo, subia 5%, a US$ 4.069, perto do recorde de US$ 4.380, atingido em 12 de maio.

(Com Reuters)

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: