Demanda por voos da Gol em abril sobe ano a ano, mas cai 36% ante março

Taxa de ocupação no mês passado foi afetada pela segunda onde da Covid-19 no Brasil
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

A Gol informou ontem (7) que a demanda por seus voos em abril foi 36% menor do que em março. O número chegou a 739 mil assentos, com os setor aéreo afetado por uma segunda onda de infecções pela Covid-19 no Brasil.

No comparativo anual, porém, a demanda foi 289% superior. Isso porque abril do ano passado marcou um dos piores momentos da pandemia, quando a aviação comercial paralisou por conta da chegada do coronavírus no país.

OLHA SÓ: Varejo do Brasil tem queda em março e volta a ficar abaixo do nível pré-pandemia

No mês passado, a Gol manteve suspensos todos os seus voos internacionais.

A oferta de assentos pela companhia em abril, de 893 mil, foi 273,5% maior ano a ano, mais caiu 44,5% em relação a março. Com isso, a taxa de ocupação das aeronaves no mês passado foi de 82,8%. O número representa aumento de 3,3 pontos em um ano e de 4 pontos na base sequencial.

(com Reuters)

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: