Pesquisa mostra que mulheres passaram a investir mais em 2021

Estudo da Openbox.ai revelou baixa de 1,2% na manutenção dos investimentos masculinos, enquanto os femininos registraram alta de 1,45%
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
Pexels - Rodnae Productions
A representatividade feminina é motivo de comemoração na luta pela independência financeira das mulheres (Foto: Pexels – Rodnae Productions)

Uma pesquisa realizada entre os meses de janeiro e outubro de 2021 com a base de clientes da fintech de crédito empresarial Openbox.ai revelou que o número de homens que mantiveram seus investimentos durante este ano baixou cerca de 1,20%, enquanto as mulheres passaram por uma alta de 1,45%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em um mundo financeiro historicamente dominado pelos homens, a notícia é motivo de comemoração na luta pela independência financeira das mulheres. 

Com uma crescente busca pela educação financeira, elas estão cada vez mais seguras e assertivas na movimentação financeira. Para a Openbox.ai, uma segunda surpresa durante a pesquisa foi perceber que as mulheres estão deixando um pouco de lado o perfil conservador para investirem com propósito e impacto, realizando aportes em empresas que tenham atuações conscientes em relação ao meio ambiente e às boas práticas de responsabilidade social e governança. 

LEIA MAIS: Conheça a executiva que está revolucionando a área de atendimento ao cliente da Energisa

O exemplo vem de dentro de casa. Carmen Zaglul faz parte do time de novas investidoras da fintech e começou a movimentar o seu dinheiro impulsionada – justamente – pela questão sustentável. “A certeza de estar em uma empresa que acredita na revolução do mundo financeiro aliada às ações sustentáveis me faz sentir que, além de estar investindo meu dinheiro, estou apoiando a luta para tentar salvar o nosso planeta”, afirma ela. “A expectativa é investir ainda mais em negócios que mantenham o propósito vinculado à preservação do meio ambiente e à mudança de paradigma para uma convivência mais justa e equilibrada.”

Maurício Rodrigues, CEO da Openbox.ai, enxerga a atuação da fintech em relação à sustentabilidade como um diferencial que pode chamar a atenção das mulheres nos próximos anos. “Além de oferecermos a debênture privada, um instrumento de investimento em renda fixa não muito comum de se encontrar, que conta com um número de investidoras equivalente ao de homens e possui risco mais alto do que produtos bancários, somos uma fintech que possui um modelo de negócio ousado ao colocar a sustentabilidade em nossas operações de crédito”, conclui ele, com expectativa positiva para as próximas pesquisas da empresa.

Fique por dentro de todas as novidades da EQL

Assine a EQL News e tenha acesso à newsletter da mulher independente emocional e financeiramente

Baixe gratuitamente a Planilha de Gastos Conscientes

Participe da live Meu Primeiro Investimento

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: