Como um guarda-roupa cápsula pode ajudar você a começar a investir

Método que preza pelo essencial pode ajudar mulheres a poupar dinheiro e se preparar para um futuro tranquilo e próspero
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02
JOB_03_REDES_SOCIAIS_EQL_AVATARES_QUADRADOS_PERFIL_v1-02

Em algum momento da vida você já se deparou com um guarda-roupa amontoado de roupas, sapatos e muitas outras peças que não já não despertam mais nenhum prazer? Em muitos casos não é bem falta de opção, mas estilos que já não gostamos mais ou que não servem para o momento atual da vida. 

Especialistas apostam no minimalismo e em peças coringas para resolver esse tipo de situação. Conhecido como armário ou guarda-roupa cápsula, o método consiste em ter por poucos itens, mas essenciais, atemporais e que combinam entre si. O grande objetivo é simplificar o seu armário e ter peças que façam sentido de acordo com a sua personalidade. 

Além de mais organização e prazer ao se vestir, o armário cápsula pode ainda ajudar a investir melhor o seu dinheiro. “Isso acontece porque a gente passa a investir melhor nas nossas peças neutras e básicas e menos nas de moda, que perdem a graça com o tempo, assim poupamos o nosso dinheiro”, explica Fernanda Gazal, especialista em consultoria de imagem.

A importância de poupar para investir

Poupar esse dinheiro que seria gasto em roupas desnecessárias com um prazo de validade muito curto pode possibilitar, no futuro, a realização de sonhos, além de garantir tranquilidade financeira. 

É importante entender que não é só preciso poupar, mas também investir. Por exemplo, se uma blusa custa R$ 200 e você deixa de comprá-la para guardar o dinheiro, ele vai perder o poder de compra por causa da inflação.

OLHA SÓ: O que é inflação e como ela afeta o seu bolso

A diferença de poupar para investir é que o segundo significa a aplicação de capital com a expectativa de um benefício futuro, ou seja, é colocar o dinheiro para trabalhar por você.

Em um outro exemplo mais prático, vamos supor que você decidiu vender metade de suas roupas e sapatos para praticar o método do guarda-roupa cápsula. O total apurado com as vendas foi de R$ 1.000 e você decidiu guardar a quantia em um cofre dentro de casa para comprar algum produto eletrônico no futuro. Com o passar dos anos, o seu dinheiro vai perder o poder de compra e os valores dos produtos também tendem a mudar. 

Mas, se você decide investir esses R$ 1.000 em alguma aplicação que acredita, muito provavelmente o seu dinheiro vai aumentar e ganhar poder de compra.

SAIBA MAIS: 8 motivos para investir ao invés de poupar

Como ter um guarda-roupa cápsula

Agora que você já entendeu os benefícios ao comprar de forma mais assertiva as peças de roupa que pretende ter e como isso pode te ajudar a poupar e investir o seu dinheiro, é importante aprender na prática como dar o pontapé inicial.

Para iniciar o método do armário cápsula, a especialista Fernanda Gazal recomenda que você abra o seu armário e separe as roupas que você mais gosta, aquelas que mais te valorizam e você tem vontade de usar sempre. Olhe para essas peças com atenção, entenda o que faz você gostar tanto de cada uma, se é o caimento, a cor, o tecido, o estilo, qual o modelo que define melhor sua personalidade, que faz você se sentir confortável, que valoriza seu corpo e proporciona confiança.

“Essas peças dão a resposta quanto ao modelo, corte, tecido, estilo de peças que realmente vale a pena investir. Seja seletiva, se for comprar peças busque modelos que se alinham a essas referências que são importantes para você”, ressalta Fernanda.

Confira duas dicas da Fernanda Gazal para fazer a seleção das peças essenciais e investir corretamente no seu guarda-roupa.

1 – Não separe as roupas por ocasião

Nada é mais importante que o hoje, então não guarde as melhores roupas para usar em uma ocasião especial, afinal de contas, o hoje é tudo que temos. 

“Escolha o seu melhor para todos os dias e não deixe suas peças de roupa paradas, esperando o momento certo para usá-las. Permita-se brincar com as peças, usar aquela de ‘trabalho’ com aquela outra de ‘sair’. Tenha um guarda-roupa só para tudo! Olhe para sua roupa como a sua fantasia. É ela que representa a sua personalidade e passa uma impressão para as outras pessoas de quem você é, por isso, tudo o que você veste é importante, independente de onde e com quem estiver”, diz Fernanda. 

2 – Seja seletiva e cautelosa na hora de comprar 

Conheça o que tem no seu guarda-roupa e faça uma lista do que realmente sente falta. Quando for às compras, sempre prove e seja seletiva. Se gostou mais ou menos, não compre, procure um pouquinho mais até encontrar uma peça que realmente atenda ao que está buscando e que também possa ser usada em várias combinações diferentes. 

“Eu sugiro que toda mulher tenha pelo menos duas peças de cada tipo no seu guarda-roupa, de preferência uma clara e outra escura, uma com tecido mais casual e outra mais elegante. Desta forma você sempre terá opções para combinar e formar looks diferentes, mas adequados para ocasiões desde as mais simples às mais sofisticadas”, aconselha a especialista. 

“Também é interessante que você tenha uma opção mais curta e outra mais comprida, no caso de saias, vestidos e casacos, por exemplo. Assim, você sempre terá o que vestir, independente de onde estiver, e melhor ainda, nem parece que está repetindo roupa”, finaliza Fernanda. 

Siga Elas Que Lucrem nas redes sociais:

Siga Elas Que Lucrem: